sexta-feira, 28 de março de 2014

Não sou índia, só quero respeito!

Quem me conhece sabe o meu desejo e os meus planos de ter um parto natural, sem nenhuma ou com o mínimo de intervenções possíveis.

Isso não quer dizer que eu seja ativista, pregadora, xiita, a chata do parto natural... Eu entendo muita coisa, aprendo e leio muito sobre isso, e tenho conhecimentos que a maioria das pessoas não tem sobre esse assunto. 

Interiormente eu me sinto muiiiiiito orgulhosa por ser uma mulher conhecedora dos meus diretos como mulher e parturiente, pensar "fora da caixinha" e emponderada, ou seja, tenho orgulho de saber que EU detenho o poder sobre o MEU corpo e que vou buscar isso na hora do meu parto!

Mesmo assim, apesar de tudo que EU sei, EU penso, EU desejo e EU planejo pra minha vida materna, nunca julguei ou tentei convencer nenhuma mulher por pensar ou querer algo diferente de mim. Por muitas vezes tentei explicar, por exemplo, as reais indicações para uma cesárea, ou o que significa violência obstétrica... Entretanto, hoje em dia, acho que nem isso eu tenho feito... Ouço diversas coisas que contradizem tudo o que penso, mas respiro fundo e sigo em frente, pois sinceramente, tentar mudar as pessoas, cansa, e às vezes a ignorância é uma bênção!

Mas isso tudo porque hoje na hora do almoço, numa conversa informal, repleta de risadas, brincadeiras e zoações, resolveram me zoar sobre isso, dizendo que eu, quando entrasse em trabalho de parto, iria para o meio do mato, colocar um paninho no chão e pronto, iria parir ali mesmo, ou então eu entraria numa banheira e "ploft, nasceu!", comentários carregados de preconceito, falta de informação e críticas sobre minhas escolhas...

Aquilo me deixou tãããããão chateada, que minha vontade era levantar da mesa e voltar para minha sala. Os meus olhos se encheram de lágrimas, e eu esperei todos terminarem de zoar, e resolvi desabafar... Falei que eu não julgo ninguém sobre suas escolhas com relação a isso, e sinceramente estava muito chateada por eles falarem daquela maneira, afinal, aquilo era e É uma escolha MINHA, e eu gostaria que todos respeitassem. Graças a Deus tenho amigos muitos legais, e na mesma hora todos se desculparam e o assunto mudou, e assim todos voltaram a rir e brincar, e a vida continuou como deveria ser!!!


sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Nosso álbum chegou!!!!

Ontem foi um dia muito especial! 

Dia de buscar o álbum do nosso casamento... 

Foi um momento único e sem dúvida inesquecível! Poder ver seu sonho realizado. Sentir que tudo aquilo, todos os gastos, todo o estresse, todos os percalços e dificuldades, e claro todas as alegrias, valeram muito a pena.

A emoção tomou conta de mim e foi impossível conter as lágrimas! 

Eu não tenho como agradecer o carinho e o excelente trabalho do Diogo Dubem e da sua noiva Cristiane. Sem dúvida um dos melhores trabalhos que já vi! 

Quem ver?!





































Como não se emocionar?!

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Frustrações...

Tem dias que a gente fica bem pra baixo, né?! E comigo não é diferente... 

Dia desses eu estava assim... Me perguntando por que para uns as coisas são tão simples, e para outros, tudo tem que vir com tanto esforço? Vivo me perguntando o porquê de termos que fazer tantas escolhas?

Trabalhamos o ano inteiro... Acordando às 4h e chegando em casa só às 19h... E no fim do ano tudo o que a gente economizou, deixando de ir passear todos os fins de semana, deixando de comprar aquela roupa legal,  precisa ser muito bem calculado... Será que faço uma viagem, comprou um carro, tiro a habilitação, caso, faço uma festa de aniversário, reformo um cômodo da casa, pago o IPTU, quito uma parte da casa, tenho um filho, etc. Nunca dá pra fazer tudo! =[

E enquanto isso, você vê seus amigos, indo viajar todos os anos, comendo em restaurantes caros, comprando roupas bonitas, pagando prestações da casa, do carro, IPVA, IPTU, seguros, poupanças, ... Tudo junto! =/ 

Não é inveja... Fico muito feliz quando vejo meus amigos felizes! Mas me sinto mal, pois sempre tenho que fazer escolhas, sempre tenho que abrir mão de alguma coisa...

Dá uma frustração imensa saber que você tem que fazer escolhas, ver o que é prioridade, abrir mão de um sonho... 

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Fim de semana em Belém do Pará

Em outubro foi o casamento de um casal de padrinhos nossos... Como ela é paraense e ele carioca, eles fizeram o casamento civil e um jantar aqui no Rio, e a cerimônia religiosa em Belém. 
É claro que nós não podíamos deixar de ir... E lá fomos nós passar o fim de semana por lá!

Chegamos na 6ª feira à noite, e como já passava da 0h, fomos dormir... Ficamos no Hotel Ibis Budget, hotel simples, porém confortável!

No sábado de manhã, fomos ao Mercado Ver o Peso, que vende tudo o que você imaginar...







Almoçamos nas Docas, cartão postal de Belém... O lugar é lindo! 










Depois só deu tempo de ir para o hotel, tomar um banho e partir para o salão mais perto, para alisar a juba... =/














Verena e Renan, que Deus abençoe imensamente essa união e que o amor permaneça sendo a base de tudo!!! Felicidades!

O casamento foi lindo e a cidade também!!! Pena que no dia seguinte tivemos que voltar para o Rio... =[